Estamos passando por uma das maiores crises mundiais por conta de um inimigo invisível e quando um grupo de pessoas da área de frente, como os médicos e demais profissionais nos ambientes hospitalares, precisam trabalhar em conjunto, o principal freio à eficiência é a falta de uma comunicação eficaz, o que leva, até mesmo, à perda do controle da situação.

Segundo uma publicação da Agencia Brasil: “uma pesquisa realizada em 2018 com enfermeiros, médicos e farmacêuticos do estado de São Paulo mostra que 71,6% desses profissionais já sofreram agressão física ou verbal no ambiente de trabalho.” As principais causas são a falta de estrutura, filas e demora no atendimento, por isso a segurança no hospital precisa de soluções modernas de comunicação e colaboração. Eles precisam saber as informações certas, no momento certo e de forma segura e eficiente para que possam agir e salvar vidas.

Além dos botões de emergência em unidades de saúde, muitas unidades estão adotando os radiocomunicadores em hospitais, pois são uma solução perfeita para chamar um grupo em comum como, por exemplo, equipe médica ou de enfermagem e seguranças, para qualquer urgência que demande a atuação conjunta de ambos, ativa ou preventivamente.

Soluções avançadas de radiocomunicadores fornecem uma avaliação compartilhada da situação, permitem que seus receptores estejam prontos para lidar com qualquer situação, garantindo ação e proteção eficientes aos pacientes e cidadãos.

Os radiocomunicadores em hospitais são de fácil e rápido manuseio e mantém o mesmo sigilo que os radiocomunicadores de segurança pública.

esta forma, decisões e ações poderão ocorrer mais rapidamente nos ambientes hospitalares tornando assim os cidadãos, as sociedades e as infraestruturas mais seguras.

Lembrando que Radiocomunicador pode ser comprado ou alugado. Entre em contato conosco e solicite um orçamento!

E-mail: ramc@ramc.com.br
Contato Whatsap: (11) 99617-0674
Telefones: (11) 2915-8801 | (19) 3241-5777

Enviei Sua Mensagem